Licença do blog

Licença Creative Commons
Este blog de Cláudio Alfonso, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 3.0 Não Adaptada. Não é obrigatório mas agradeço se publicar algo daqui e citar a fonte.

quarta-feira, dezembro 5

Virtual misturado ao real


Matéria publicada no site do CONSEGI sobre nossa oficina de Realidade Aumentada.

---

Oficina do Consegi propõe geração de conteúdos para realidade aumentada.
Você acaba de comprar uma impressora e precisa de alguma informação do fabricante, tal como onde fica escondida a entrada para a fonte de alimentação, ou como encaixar o toner da impressora. Então, em vez de recorrer ao manual de papel ou eletrônico, a realidade aumentada (RA) entra em cena para facilitar a vida. Você baixa rapidamente um aplicativo do fabricante em seu celular e aponta para o equipamento, fazendo com que as informações desejadas sejam sobrepostas à imagem da impressora que seu celular capta. Não tem como errar: as informações de uso da impressora serão adquiridas com muito mais facilidade e rapidez. O exemplo foi oferecido pelo professor Claudio Alfonso, que faz parte de um projeto na Universidade Federal do Pará (UFPA) e ministrou oficina sobre Geração de conteúdos para realidade aumentada na tarde de hoje, 3, dia das primeiras atividades do Consegi 2012.

Oficina "Criando conteúdo em realidade aumentada para dispositivos móveis" foi realizada na tarde de hoje

"Realidade aumentada é a interação entre mundo real e virtual. É conseguir agregar informação em tempo real, instantaneamente, no mundo real", explicou Alfonso. Outros usos para a chamada RA incluem a criação de mapas de orientação de uma cidade, por exemplo, no qual se podem agregar camadas de informação auxiliares. Dessa forma, além da localização exata de ruas e instituições a partir do gesto de apontar o celular em uma direção, o usuário também usufrui do acesso a informações adicionais em tempo real, qual legendas coladas à realidade. Esses dados a mais podem ser as informações de um monumento, os horários de funcionamento de uma escola, até mesmo os dados de promoção de roupas de uma loja. Softwares de aplicação para soluções desse tipo foram desenvolvidos pelos cerca de 40 alunos presentes à oficina de hoje.

Para obter mais informações sobre o trabalho desenvolvido pelo professor da UFPA (sic) acesse seu blog Tecnochibé: agua, farinha e tecnologia.

Como já havia dito a assessoria do CONSEGI: Não sou professor da UFPa :)